sábado, 31 de janeiro de 2015

Resenha do Livro Azul da cor do mar, de Marina Carvalho

Marina Carvalho.
Azul da cor do mar.
Aos onze anos, a Rafaela passava ferias no litoral do Espirito Santo, e um certo dia ela foi em uma praia com a avó, que acabou encontrando uma amiga e ficou conversando. Então, a Rafaela aproveitou o descuido da avó e foi para abeirada da praia molhar os pés nágua. Logo avistou um garoto sentado na areia, e notou que ele olhava fixamente para o horizonte nublado. Ela viu que ele estava  mexendo em sua mochila que de lá tirava um envelope, que ao mesmo tempo se levantou e foi em direção ao mar com o envelope na mão. Deu um mergulho com ele e quando voltou estava com as mãos vazias, e foi se vestiu pegou a mochila e colocou nos ombros e foi nesse momento que seus olhos e o da Rafaela se encontraram e notou que os olhos do garoto eram azuis. Rafaela com vergonha abaixou a cabeça e quando levantou o garoto da mochila xadrez já havia sumido de seu campo de visão.
Desde então, essa imagem nunca sai de sua cabeça. Durante os anos seguintes ela passou a escrever um diário sobre o garoto, sendo criado por sua imaginação como se ele fosse uma pessoa que ela conhecesse pessoalmente.
Agora, com seus 21 anos, Rafaela está no ultimo ano da faculdade de jornalismo e com a ajuda de uma professora, ela conseguiu um estágio no jornal mais famoso de Minas Gerais, o Folha de Minas. Foi elogiada e colocada em uma posição em que poucos estagiários conseguiriam estar, mas Rafa não está totalmente contente. E seu cargo é ficar na cola do repórter investigativo, o Bernardo, com cara de poucos amigos, que só menospreza e a trata mal logo de cara.
Embora seu relacionamento com seu mentor não seja lá das melhores, mas conforme eles vão se aproximando, por quasa do jornal, a Rafaela passa a sentir sentimentos pelo Bernado e acaba dividida entre o garoto da mochila xadrez e o Bernardo. Ela Não admite esses sentimentos pelo carrancudo. Logo isso muda quando uma de suas amigas, a Gisele, que passa a ter interesse em Bernardo, e acaba abalando a relação entre ambas radicalmente, e que  faz Rafaela repensar seus estranhos sentimentos, enquanto se aproximar de Marcelo, que trabalha no jornalismo do jornal e ele tem sido um cavalheiro desde o dia em que ele começou a trabalhar.
Portanto, Rafaela ainda vai ter que aprender muitas coisas em relação ao jornalismo e seus sentimentos.
Sera que a Rafaela vai admitir pra si mesma sobre seus sentimentos?

A Forma que a Marina escreve é tão doce e delicado, que perco a noção do tempo quando eu estava lendo livro. Ele ficou com um gostinho de quero mais. Os personagens, amei todos.

Autor: Marina Carvalho 
Título: Azul da cor do mar
Paginas: 334